Estamos em manutenção...

O site do Clã Lobos do Sul, bem como outras plataformas de mídia associadas estão passando por reformulação e manutenção. Algumas informações podem estar desatualizadas, conteúdo estará restabelecido em março de 2018.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Gracias!!!

Homenagem a um grande irmão de caminho, que muito me ensina, minha gratidão e que o Grande Mistério nos abençoe por muitos anos nesta linda jornada!!!



Sonho de Pena Branca
(Rafael Dusik)



Quem vem lá, quem vem chegando

Vem trazendo seu cocar

É o caboclo Pena Branca

Da Linha de Iemanjá



Ele vem pisando macio

Na areia a beira mar

Com a força e a beleza

Do Pai Céu em seu olhar



Vem com o sonho da minha gente

De sempre consagrar

As sagradas medicinas

Da Mãe Terra neste altar



Como a flor que vai se abrindo

No jardim do despertar

Com a luz do arco-íris

Beija flor e seu voar



Tocando os corações
Para um novo Iluminar





Vejo voando na mata

Com a luz do coração

Uma ave pintureira

Com a força do trovão



Trazendo em seu vôo

Um lindo despertar

Voa voa coração

Voa voa Colibri Jaguar



Leva em tuas asas

Minha alma pra voar

Junto ao Grande Mistério

As estrelas vamos tocar



Retornando á Mãe Terra

O meu corpo vou curar

Com as bênçãos deste vôo

Rumo ao novo limiar



De um mundo encantado
Onde tudo é Iluminar

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Cerimônia com Max Mello



22de Setembro - Sábado 20h 

Cerimônia Ayahuasqueira 


Cerimonia inicia a noite e se encerra ao raiar do sol, com canções ayahuasqueiras (em espanhol e português), icaros, meka, rezos em linguas nativas e canções de poder de varias tradições etinicas. Imersas no poder das sagradas medicinas do Tabaco, Dume (rapé) e Ayahuasca. Com a presença do conselho de medicina do Sol da Manhã e Espaço Rapa Nuy. 


Condução: Max Mello (Colibri Jaguar)

Contribuição: R$ 80,00
(para quem for Participar de mais de uma atividade
informesse sobre desconto e forma de pagamento)

Local: Rio Vermelho – Florianópolis/SC
(maiores informações sobre local e ponto de encontro entrar em contato)

Informações e Incrição:
(48) 96893986 (tim)
clafilhasdalua@gmail.com
http://clafilhasdalua.blogspot.com

Dança para Mulheres em Florianópolis



21 de Setembro - Sexta Feira 20h 

Dança 
“Despertando a Matriz Feminina” 

A dança é umas das expressões mais belas em que o ser logra transmitir suas emoções. 

Nela se manifestam sentimentos, sensações, estados de mais pura e completa beleza. Instintivamente a mulher possui sua própria linguagem através da dança, brotando 

sensualidade, feminilidade e força criadora que nela se manifesta. 

Nossos corpos são templos e altares em si mesmos, por isso são muitos sagrados em todas as expressões com o propósito ao divino. Desde tempos remotos, nossas irmãs faziam cultos e rituais aos grandes seres misteriosos da criação. 

Neste encontro o convite é, se apoderar desta verdade, ofertando nossa dança, bela dança, em agradecimento pela graça de nascer mulher. 



Facilitadora: Suzzanne Flores

Contribuição: R$ 50,00
(para quem for Participar de mais de uma atividade
informesse sobre desconto e forma de pagamento)



Local: Espaço Atena – Centro de Transformação Pessoal e Artística
R. Elpidio da Rocha com Macela , nº 144,
Rio Tavares - Florianópolis/SC
(48) 32374231 – 84069331

Informações e Inscrições:
(48) 96893986
clafilhasdalua@gmail.com
http://clafilhasdalua.blogspot.com

Nas Asas do Gavião em Flrianópolis



20 de Setembro – Quinta ferira – 20h



Nas Asas do Gavião 

- Roda de Cura com Dume (Rumã – Rapé) - 



O tabaco do vento é uma medicina natural, conhecida popularmente como rapé e utilizada por muitas tradições antigas para alivios de mazelas físicas e espirituais. Segundo a tradição indígena Yawanawa, o rapé (Nauã) possui um espírito chamado de Dume (rumã) que quando soprado conecta-se ao nosso coração e traz da floresta a cura que necessitamos. 

Nesta cerimônia consagramos o rapé em um círculo de cura, com cantos sagrados e instrumentos de poder, que nos auxiliam na necessidade do momento atual de nossas vidas . 

Com amor e gratidão convidamos os irmãos para compartilhar dos ensinamentos da floresta! 



Condução:
Rafael Dusik
Vinícius Fornasier
Espaço Rapa Nuy



Contribuição: R$ 35,00
(para quem for Participar de mais de uma atividade
informesse sobre desconto e forma de pagamento)

Local: Rio Vermelho – Florianópolis/SC
(maiores informações sobre local e ponto de encontro entrar em contato)

Informações e Incrição:
(48) 96893986 (tim)
clafilhasdalua@gmail.com
http://clafilhasdalua.blogspot.com

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

KAA’GUY NHEMBO’E - BUSCA DE VISÃO





O conhecimento e a sabedoria vêm através da natureza e através dela que temos a oportunidade de receber a instrução espiritual.

Na nossa visão, compreendemos que todas as tradições verdadeiras possuem uma mesma raiz e os mesmos fundamentos, estando interligadas entre si. A essência é a mesma.

Neste caminho de unificação da consciência, é importante a assistência e guiança daqueles que de alguma maneira podem assessorar e apoiar o caminho de aprendizagem, formando uma linha de mestres e sábios autênticos, perpetuando o conhecimento para as futuras gerações.

Na realidade, uma das maiores heranças que temos do passado, que é transmitida de geração para geração, e que se mantem viva até hoje, é a nossa própria tradição espiritual, que é como uma escola antiga, uma universidade do universo, e é conduzida atualmente por lideres preparados que auxiliam a trilhar melhor o caminho pessoal de cada um.

Esta educação de que falamos, vem do principio, da origem, vem da raiz ancestral do povo Guarani, que se transforma em ensinamento vivo, transmitido pelos anciões deste povo, que carregam toda a historia antiga ancestral e sua própria estória de vida, que nunca serão esquecidos.

Na floresta e na montanha há muito conhecimento. Aprendemos a sentir e a viver. A própria natureza se revela de diversas maneiras, para cada um, de uma forma; para a doença, há cura; para o frio, seu abrigo; para o Guarani, sua vida; e com isso, desde o começo, se aprende a respeitar a Vida. Esta é a educação que os nossos antepassados adquiriram através da convivência e observação da natureza.

Através da pureza da natureza, a Busca de Visão é o resgate da essência original buscando alinhar-se com o Grande Ser. Esvaziar-se de toda impureza e alinhar-se ao caminho verdadeiro, aprendendo a lidar com o que a natureza nos oferece, honrando a Vida, a Água, o Alimento, a Natureza. (por Geraldo Moreira)




Busca da Visão 
Aldeia Guarani - Yynn Moroti Whera – M’Biguaçu/SC

Local: Aldeia Guarani - Yynn Moroti Whera – M’Biguaçu/SC - BR101


Cerimônia de Abertura: Dia 12/10/2012 - 20h - necessária presença de todos os buscadores
( Essencial confirmar Presença apoiadores e Visitantes )

     Buscadores de Quatro Dias sobem dia 13/10/2012 e descem dia 17/10/2012
     Buscadores de Sete Dias sobem dia 13/10/2012 e descem dia 20/10/2012
     Buscadores de Nove Dias sobem dia 13/10/2012 e descem dia 22/10/2012
           
            Cerimônia de Encerramento: Dia 22/10/2012 - 20h
( Essencial confirmar Presença apoiadores e Visitantes )

Vagas Limitadas e Inscrições até dia 07/10/2012
           
           
Contatos e informações :

Marcelo: (048) 91680816 ( vivo) - marcelofranca63@terra.com.br
Giovana: (048) 9608.3778 (vivo) - giovannatakua@gmail.com
Rafael: (048) 9689.3986 9 (tim) - clalobosdosul@gmail.com

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Massagem Xamanica


A Grande Visão


A busca da visão é um antigo "Rito de Passagem", no qual o visionário é enviado a um Local de Poder para jejuar, orar e pedir uma visão por quatro dias. À medida que você contempla a natureza, exercita a paciência e a perseverança ativando seu poder pessoal. A busca da visão é uma peregrinação simbólica onde o contato com a natureza é intenso e prolongado, desarmando as barreiras do ego, permitindo que ela lhe ensine e favoreça sua conexão com a essência, o “Grande Espírito”, o “Grande Mistério” e as Quatro Direções.

Com Cesar Caetano Reynakoruna - Curador nativo, Terapeuta naturalista,
 caminhante das culturas Kariri-Xocó e Fulniô

 Local: Sítio Holístico Terra Cristal – Taquara / RS 
Buscadores e apoiadores: entrem em contato para receberem todas as informações 
necessárias para a participação.

Contato e informações:             (51) 3542-9023       / 9966-0200 / 9639-4428 

terracristal@terra.com.br

domingo, 10 de junho de 2012

Tradição Guarani



No mês de Junho em PORTO ALEGRE
Lideranças da aldeia Yynn Moroti Wherá - M’Biguaçu/SC
Presença do Pajé Wherá Tupã (vovô Alcindo Moreira, 102 anos)

O Clã Filhas da Lua em parceria com Clã Lobos do Sul e Espaço Rapa Nuy traz à Porto Alegre parentes da Comunidade Guarani de M'Biguaçu/SC, para compartilhar um pouco da Cultura Guarani, como cantos, lendas, rezas e medicinas. 


21/06 - 20h
PALESTRA e LANÇAMENTO DE LIVRO


Neste encontro os representantes da Aldeia Moroti Wherá estarão compartilhando sobre mitos e lendas guarani, vivências na aldeia e cotidiano da comunidade de M'Biguaçu/SC. Nesta oportunidade haverá o lançamento de mais uma obra de Geraldo Moreira e Wanderlei Moreira, formados em Licenciatura Indígena, filhos do Pajé Wherá Tupã.

Local: UNIPAZ - SUL

Rua Miguel Couto, 237 - Menino Deus - POA

Necessário confirmar presença pelo fone: (51) 32325591 (UNIPAZ)

Contribuição espontânea, 1kg de alimento não perecível.

Livros à venda no evento!




22/06 - 20h
RODA DE CURA COM 'PETYNGUÁ' (Cachimbo Sagrado)
CANTOS E REZOS GUARANI


Local: Espaço Rapa Nuy

Rua Delfino Riet, 116 - Sto. Antônio - POA

Contribuição: R$ 30,00

Necessário confirmar presença!

Artesanato Guarani à venda no dia do evento.



23/06
CERIMÔNIA GUARANI COM AYAHUASCA


Local: Sítio Sol da Manhã - Taquara/RS

Chegada no sítio: às 20h

Encerramento da Cerimônia: manhã de Domingo

NECESSÁRIO INSCRIÇÃO ANTECIPADA!

Contribuição: R$ 130,00

(Cerimônia no alto da montanha, diante do Fogo Sagrado. Levar: Agasalho, cobertor ou saco de dormir, almofada e lanche ou frutas para compartilhar no café da manhã)

Obs. O endereço do sítio será fornecido no ato da inscrição.
(Haverá uma Van que sairá do Espaço Rapa Nuy, valor do translado é a parte da cerimônia. Necessário confirmar lugar na Van)
Também podemos nos organizar em Caronas Solidárias. Quem vai de carro, favor comunicar.

Saiba mais sobre os Guaranis de M'Biguaçu:

http://erapanuy.blogspot.com.br/2012/02/guarani-mbya.html

CAMPANHA: estaremos arrecadando doações de alimentos não perecíveis (exceto açucar branco) e agasalho para a Comunidade Guarani.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES para RODA DE CURA E CERIMÔNIA:
(51) 32352124 / 98210643 / 92453371
clafilhasdalua@gmail.com


ORGANIZAÇÃO:

Clã Filhas da Lua

Clã Lobos do Sul

Espaço Rapa Nuy



Nova turma do GEX em Porto Alegre!!! Dia 12/07.


                        É com muita alegria no coração que estamos culminando este grupo do GEX - Clã Lobos do Sul e convido aqueles irmãos que sentem se tocados pela temática xamanica, nativa e originária para fazer parte de uma nova turma que terá INICIO DIA 05 DE JULHO, os encontros aconteceram nas Quintas Feiras no Espaço Rapa Nuy em Porto Alegre. 
       O GEX tem como foco o estudo Teórico inserindo alguns elementos práticos e didáticos de forma suave e contextual, auxiliando o acesso a informação tanto para o caminhante quanto para quem está iniciando sua jornada neste lindo caminho de retorno ao natural. 
                           Os encontros iniciarão no dia 12 de julho, todas as quintas feiras.
                     


Grupo de Estudos Clã Lobos do Sul - Xamanismo

            Os encontros propõem a construção de um espaço de estudos teóricos e práticos sobre Xamanismo, associado ao desenvolvimento Pessoal e Espiritual

Objetivo: Promover um espaço de estudo teórico e prático e sobre o xamanimo associado ao desenvolvimento pessoal e espiritual.

Modalidade: Serão realizados doze encontros abordando temáticas xamanicas em sua visão global, sendo um encontro por semana compreendendo um período de três meses.

Investimento: à vista R$ 360,00 ou em 3x R$133,00

Local: Espaço Rapa Nuy
Rua Delfino Riet, 116 - St° Antonio - Porto Alegre/RS
(51)3235.2124

Programa: 
     Cosmologia - xamanismo e seus aspectos
     Roda da vida – os sete caminhos sagrados
            leste
            sul
            oeste
            norte
            ao alto
            abaixo
            centro
     Animais de poder e animais aliados
     Ritualismo e animismo
     Instrumentos sagrados
            tambor
            maracá/chocalhos
            plumas
            cachimbo/palheiro
            outros elementos
     Canções
            canções de meditação/concentração
            canções de celebração
            canções de poder
            ícaros
     Danças e bailados
     Defumação
            ervas
            resinas
     Banhos
            limpeza
            proteção
            harmonização
     Plantas de poder
     Cerimônias, ritos e tradições


terça-feira, 29 de maio de 2012

Grupo de Estudos em Canela/RS


Grupo de Estudos Clã Lobos do Sul - Xamanismo

Os encontros propõem a construção de um espaço de estudos teóricos e práticos sobre Xamanismo, associado ao desenvolvimento Pessoal e Espiritual

Objetivo: Promover um espaço de estudo teórico e prático e sobre o xamanimo associado ao desenvolvimento pessoal e espiritual.

Modalidade: Serão realizados doze encontros, sendo estes compilados em 4 encontros realizados quinzenalmente aos sábados com inicio as 11h e término as 19:30h com, abordando temáticas xamanicas em sua visão global, compreendendo um período de dois meses.

Datas: 02, 16, 30 de Junho e 14 de julho.

Investimento: à vista R$ 385,00 ou em 2x R$196,00

Local: Espaço Holístico de Saúde
Rua: Teixeira Soares 390 - Sala 302 – Canela/RS
(Próximo a Igreja Matriz, Prédio da Dra. Ivone Renck)
(54) 3282.2974 / 8404.8487 (Simone)

Programa:
  • Cosmologia - xamanismo e seus aspectos
  • Roda da vida – os sete caminhos sagrados
leste
sul
oeste
norte
ao alto
abaixo
centro
  • Animais de poder e animais aliados
  • Ritualismo e animismo
  • Instrumentos sagrados
tambor
maracá/chocalhos
plumas
cachimbo/palheiro
outros elementos
  • Canções
canções de meditação/concentração
canções de celebração
canções de poder
ícaros
  • Danças e bailados
  • Defumação
ervas
resinas
  • Banhos
limpeza
proteção
harmonização
  • Plantas de poder
  • Cerimônias, ritos e tradições


Grupo de Estudos em Porto Alegre


Grupo de Estudos Clã Lobos do Sul - Xamanismo

Os encontros propõem a construção de um espaço de estudos teóricos e práticos sobre Xamanismo, associado ao desenvolvimento Pessoal e Espiritual

Objetivo: Promover um espaço de estudo teórico e prático e sobre o xamanimo associado ao desenvolvimento pessoal e espiritual.

Modalidade: Serão realizados doze encontros abordando temáticas xamanicas em sua visão global, sendo um encontro por semana compreendendo um período de três meses.

Investimento: à vista R$ 360,00 ou em 3x R$133,00

Local: Atelier Terapeutico ísis
Rua Visconde do Herval,711
Bairro Menino Deus
Porto Alegre/RS
(51) 3219-4181

Programa:
  • Cosmologia - xamanismo e seus aspectos
  • Roda da vida – os sete caminhos sagrados
leste
sul
oeste
norte
ao alto
abaixo
centro
  • Animais de poder e animais aliados
  • Ritualismo e animismo
  • Instrumentos sagrados
tambor
maracá/chocalhos
plumas
cachimbo/palheiro
outros elementos
  • Canções
canções de meditação/concentração
canções de celebração
canções de poder
ícaros
  • Danças e bailados
  • Defumação
ervas
resinas
  • Banhos
limpeza
proteção
harmonização
  • Plantas de poder
  • Cerimônias, ritos e tradições


quarta-feira, 21 de março de 2012

As Quadro Plantas Sagradas

As quatro plantas sagradas são um presente dos espíritos guardiões das Quatro Direções. Na cultura nativa americana tradicional existem quatro plantas que são especialmente veneradas e utilizadas na vida diária. Segundo os nativos, WAKAN TANKA- O Grande Espírito (Deus - O Criador) os ensinou a usar as ervas naturais: salvia (sage), a erva-doce americana (sweet grass), o tabaco (tobacco), e cedro (cedar) como um lembrete físico da sua Onipotente Presença

TABACO (Semah)

Semah, ou tabaco, é uma das quatro plantas sagradas. Representa a DIREÇÃO LESTE (a mente). Os nativos americanos utilizam uma mistura de tabaco conhecida como kinikinik, ou uma mistura de salgueiro vermelho. É considerada uma das plantas mais sagradas, porque quando é utilizada abre as portas para o contato com Wakan Tanka- o Grande Espírito (Deus – o Criador). Os anciãos da tribo costumam dizer que o tabaco é usado para conectar a humanidade – através da sua fumaça – de suas raízes na Terra à imensidão do céu. Esta planta é muito respeitada e muito honrada. Oferecer o tabaco é uma bela maneira dos nativos prestarem reverência. Cerimônias usando tabaco invocam uma relação com as energias do universo e, com o Criador, e faz com que a ligação entre o reino terrestre e o espiritual não seja quebrada. Existem quatro usos tradicionais do Tabaco:

Prece
Quando colocamos o tabaco no cachimbo sagrado, estamos utilizando-o como um elo de comunicação para o céu, para o mundo onde todos os nossos ancestrais passaram antes de nós. A fumaça não é para ser tragada. Quando a fumaça sobe, ela leva nossas orações com ela até Wakan Tanka (o Grande Espírito) e até todos os nossos ancestrais que passaram para o “outro lado” antes de nós. Os anciãos ensinam que, quando acabarmos a oração, é para espargirmos uma pequena quantidade de tabaco sobre o tambor. Esta é uma maneira de agradecer o Criador por tudo que ele nos deu. O Tabaco pode ser usado diariamente, uma vez que cada novo dia é saudado com orações de agradecimento. Muitos anciãos dizer para segurá-lo nas mãos em orações de agradecimento. Acrescentam igualmente que é melhor segurá-lo em sua mão esquerda, pois este é o lado mais perto do seu coração. (chacra cardíaco)

Oferenda

É uma tradição entre os nativos queimar tabaco antes das tempestades. É utilizado para pedir em oração as poderosas tempestades para não machucar suas famílias. Orar com o tabaco na língua nativa tem muito poder e pode fazer diferença no mundo físico.

Purificação
O tabaco é usado como oferenda nas orações ao Grande Espírito (o Criador), agindo como um meio de comunicação. Ou é oferecido ao fogo, de modo que a fumaça possa levar as orações ele. Pode ainda ser colocado na terra, em um local limpo e agradável. Significa que nos aproximamos humildemente do nosso criador, manifestando a nossa inocência. Os nativos ensinam que quando quisermos falar com Wakan Tanka, devemos oferecer uma planta de tabaco. Os anciãos da tribo levam sempre tabaco consigo para oferecê-los ao fogo ou oferecê-lo de volta à Mãe Terra, em nome do Circulo Sagrado. Os nativos americanos vivem a vida de forma a respeitar o sagrado em tudo. Ao colherem alguma planta da terra, sempre explicam ao espírito da planta, por que isso está sendo feito e oferecem um pouco de tabaco em troca da generosidade e ajuda que a planta colhida partilha livremente.Purificar-se e trabalhar com a mente clara e o coração limpo. É preparar o terreno para conviver com o próximo. Os nativos sabem que se fizerem o bem (caminhando na beleza), as coisas boas chegarão. Às vezes, os anciãos usam água no lugar do tabaco para os rituais de purificação. É uma forma de manifestar agradecimento ao Criador e a Mãe Terra que se doa para nós. A água é filtrada através da areia.

Respeito O Tabaco deve ser utilizado com respeito e seriedade. O Tabaco Sagrado é usado para orações de gratidão ao Grande Espírito e como forma de agradecer a nossa Mãe Terra pelas muitas bênçãos recebidas, tais como boa saúde, grande pesca e de boas colheitas. Os nativos oferecem tabaco e preces nas colheitas e quando caçam para alimentar a tribo, em sinal de respeito. Deveríamos seguir seu exemplo, pois ao honrar todas as nossas relações demonstramos que não esquecemos o nosso lugar dentro da teia da vida. Quando você oferece tabaco à outra pessoa é um pedido para que você e a pessoa se tornem um só coração, uma só mente, um só espírito. O tabaco é oferecido quando você pedir a alguém para fazer uma cerimônia para você, seja um toque de tambor ou um cântico, uma defumação (smudging cerimony), uma sauna sagrada (sweatlodge cerimony) ou a cerimônia do cachimbo sagrado (sacred pipe cerimony) ou qualquer outra cerimônia. Isso significa que você e a pessoa que está fazendo a cerimônia são um só em coração mente e espírito.
Outra maneira de utilização do tabaco é para criar o sentimento de união e harmonia em uma reunião de pessoas. É que Le também serve para “curar” os relacionamentos. O tabaco ajuda a curar feridas emocionais e promover o perdão entre pessoas que estão em desacordo.Entre os nativos norte americanos, se uma pessoa não tem dinheiro para comprar algo (uma bolsa por exemplo) e ela oferecer um pouco de tabaco a troca é efetuada. E a sacralidade do ato que conta, não a quantidade. A pessoa que esta vendendo pode decidir aceitar ou rejeitar o tabaco.
Alguns anciãos da tribo oferecem tabaco para todos aqueles que vão visitá-los. O tabaco é dado aos idosos, quando um está buscando aconselhamento. É sempre bom para oferecer tabaco quando procuram conhecimento ou aconselhamento de um idoso ou quando acontece uma canalização. Esta atitude mostra gratidão e respeito pelo ancião cujos conselhos você está procurando. O tabaco é oferecido como forma de apreciação ao ensinamento dado por um ou até mesmo de uma pessoa mais jovem se a pessoa que oferenda reconhece o valor no que foi dito. É uma forma de demonstrar respeito e gratidão.

Uso Apropriado

As Plantas Sagradas são poderosas, mas quando usadas ou desrespeitadas, seu poder pode ser destruidor. O tabaco pode ser um curandeiro ou um destruidor. Depende de como e com que freqüência ele é utilizado. Quando usado de uma forma sagrada, ele pode promover a boa saúde e ajudar com orientação espiritual e de crescimento. Quando o tabaco é usado de forma ritualística ele se torna sagrado. Nos velhos tempos, o tabaco foi a mais santa das plantas e os mais sagrados objetos de cerimonial. O Criador é o espírito do tabaco. Quando utilizado com respeito e honra através do cachimbo, a fumaça envolve o espírito do homem e depois viaja para o céu, carregada com gratidão. Por centenas de anos, o povo nativo foi ensinado essa maneira santa e poderosa de se conectar com seu Criador. Se utilizado corretamente, o tabaco pode melhorar seu espírito, sua mente e trazer bem estar físico.

Uso Abusivo

Quando não for utilizado no caminho sagrado, o tabaco pode ser muito prejudicial. O tabaco comercializado é um veneno que contém mais de 4000 substâncias químicas. A cultura dominante explora o tabaco para comercializar e glamurizar o uso abusivo do cigarro. Quando o tabaco é usado como uma droga: fumar diariamente ou mastigar, não está sendo usado em uma maneira sagrada e ele perde o seu poder, pode ao contrário, ser muito destrutiva. Em todo o mundo, cerca de sete pessoas morrem a cada minuto, porque abusam do tabaco. Mesmo entre os nativos americanos existe este abuso, fruto de uma desvirtuação de costumes, pelo contato com a cultura dominante. Se abusarmos de uma planta sagrada, corremos o risco de desconexão espiritual. Muitos anciãos sentem que qualquer uso de tabaco que ocorre fora da cerimônia é uma afronta ao Criador. Pense nisso! Nada que é comercializado, quimicamente modificado e vendido de forma maciça pode ser sagrado.

O Verdadeiro Tabaco

É importante lembrar que o Tabaco Nativo é uma espécie diferente: Não é o fumo de tabaco que você encontra em lojas e armazéns. O tabaco comum (como o utilizado em cigarros) não é uma planta sagrada. Existem mais de 60 espécies dessa planta. O utilizado no caminho sagrado é uma não contém nicotina ou outras propriedades tóxicas. Tem o seu nome verdadeiro pronunciado em língua nativa que deve ser pronunciado nos rituais para que seja evocado realmente o “espírito da planta”. Para que a cerimônia tenha é necessário saber como o tabaco foi plantado, colhido e preparado.

Cultura do tabaco

Para usa o tabaco adequadamente é necessário saber o seu verdadeiro nome nativo. Quando o tabaco é cultivado na terra, você sabe que está limpo. Deve ser plantado segundo a maneira ensinada pelos antigos anciãos das nações indígenas. Para que o tabaco possa crescer de uma maneira sagrada, temos de re-estabelecer os vínculos entre nós e a terra, céu, plantas e animais. Métodos tradicionais devem ser utilizados na preparação da terra e das sementes.

Temos de estar conscientes das razões que estão por trás disso, e do porque as coisas devem ser feitas dessa forma. Uma preparação adequada para o plantio, o uso de pedras sagradas na plantação, reconhecer os nossos sentidos, para que permaneçam atentos, estar em conexão com o Criador...

O tabaco é parte do nosso patrimônio cultural de um povo, não devemos, pois utilizá-lo de forma leviana e sem o verdadeiro conhecimento de seu pode de cura, cicatrização, sua força cerimonial nas orações.

Aos “pseudos-xamãs” fica um aviso: Parem de abusar do tabaco e comprometam-se a aprender a forma correta e sagrada de utilizá-lo. Façam a distinção entre o tabaco comercial e o sagrado. Como todos os medicamentos, quando tratados com respeito, o tabaco é útil. Quando tratados com desrespeito, é perigoso.

CEDRO (Keezhik)

O CEDRO representa a DIREÇÃO SUL (a alma). As folhas são limpas a partir do caule e separadas em pequenos pedaços, que são usados de diversas maneiras. Quando queimado, o Keezhik age como um purificador, limpando a área em que é queimado exalando um agradável aroma. Pedaços de árvores de cedro são queimados pelos nativos enquanto rezam para o Grande Mistério, e também para abençoar as suas casas. Sua fumaça também é soprada sobre um doente para expulsar a doença. Na medicina tradicional nativa, um vapor feito pela decocção de ramos da árvore de cedro é utilizadopara combater o reumatismo.

Esta planta sagrada trabalha tanto como um purificador, como uma maneira de atrair boas energias. Muitas mulheres nativas mantêm o cedro no seu bolso esquerdo. Quando você respira o aroma do cedro você vai ter coragem e resistência para sobreviver. Existe uma razão para isso e faz parte dos costumes tradicionais da Grande Nação... !


SALVIA (Sukodawabuk)

A SALVIA (Sukodawabuk) é também conhecida como “sábio”, e é utilizada da mesma forma como Keezhik (cedro). É queimada como um purificador,mas quando comparado com o aroma de “pinho” do cedro, a sálvia tem um“que” de tempero. Representa a DIREÇÃO OESTE. É usado pelos povos nativos para fazer suas orações ao criador como um pedido de ajuda.

Existem muitas variedades de Salvia e todas são eficazes na defumação (smudging). Osmudging é uma maneira de utilizar a fumaça da queima de ervas para purificar o corpo, um objeto, ou uma determinada área de influências negativas. Muitos nativos americanos utilizam os vários tipos de salvia para fins medicinais, bem como cerimônias religiosas. A queima de Salvia nas cerimônias de defumação é para expulsar espíritos malignos, pensamentos e sentimentos negativos, e para manter entidades negativas à distância. A raiz é utilizada pelos nativos de três formas: como um anti-convulsivo, em feridas para parar de sangrar, e como um estimulante. As cinzas são utilizadas como cataplasma sobre feridas crônicas.

Abusos

Têm ocorrido muitos abusos na utilização desta planta sagrada.. Muitos a utilizam em qualquer maneira sem uma verdadeira compreensão sobre o seu poder. Não é adequado ou respeitoso o excesso de utilização. A Salvia não é apenas um incenso “new age” – e utilizá-la simplesmente como um incenso é desrespeitoso e só trará prejuízos para aqueles que fazem. Não vai afastar espíritos perturbados, não serve para ver a “cor da aura” ou "limpar cristais" como fazem alguns “esotéricos de plantão”. Não é “mais um objeto mágico”. Esse pensamento é errado e imaturo e demonstra total desconhecimento das verdadeiras tradições nativas. A Salvia é uma planta sagrada que tem uma função ritualística importante e utilizá-la apenas para “criar um clima xamanico” como fazem alguns “falsos xamans” pode trazer mais danos que benefícios. Só aqueles que estão bem fundamentadas em valores tradicionais Nativos e que devem utilizar essa erva em um caminho sagrado.

Se você for utilizar a salvia (a mais usada aqui no Brasil é a salvia branca) para uma limpeza energética ou defumação certifique-se que ela tem uma origem idônea. Agradeça ao espirito da planta que se doou a você e mostre profundo respeito pelo ritual que irá realizar.

SWEET GRASS (Weengush)

A SWEET GRASS (erva doce americana) é utilizada dentro do caminho sagrado para purificar a mente, corpo e espírito. É considerada sagrada, porque é um símbolo da purificação. Representa a DIREÇÃO NORTE (o corpo). Os anciões dizem-nos que o aroma dessa erva é agradável para ao Criador que irá erramar bênçãos sobre a cerimônia atendendo as preces. A sua fumaça é considerada desagradável para todos os seres malignos e inibe os seus poderes. Esta planta desempenha um importante papel nas cerimônias de significado espiritual.

Quando Weengush é utilizado na cerimônia, cada pessoa é orientada para levar a fumaça, primeiro ao seu coração (sentimentos), depois a sua cabeça (pensamentos), em terceiro lugar ao redor seu corpo (físico) e, finalmente, voltar afumaça de seu coração. A oração pronunciada durante este processo é:

"Grande Mistério, por favor, purificar-me da minha negatividade

e enche-me com as energias positivas do amor,

de modo que, eu seja curado

e possa ajudar a curar a nossa Mãe Terra."

A erva é trançada e isso tem um significado especifico: mente, corpo e espírito. Na tradição nativa muitos objetos sagrados e culturais são feitos de Weengush.

Uma trança de sweet grass é colocada tradicionalmente nos cintos dos dançarinos da tribo. Os fios coloridos que pendem dos cintos simbolizam que eles nunca deixarão de honrar as suas funções e a trança do sweet Grass simboliza o vento. O sweet grass também é utilizado para fazer cestos.

Abusos Os anciões nos dizer que"Sweet Grass” é o cabelo de nossa Mãe Terra, cada fio sozinho não é tão forte como quando trançado juntos." A trança representa para os nativos a grande força da união da tribo – que recusou-se a dividir-se.

Muitas empresas de olho no movimento “new age” colhem sweet para uso comercial. Eles não têm respeito, colhem na época errada, puxando pela raiz, fazendo com que a planta não cresça novamente. Quando os nativos colhem ervas medicinais e sagradas, o fazem com respeito. Nunca colhem mais de 10% do que está lá. Só o fazem em determinadas épocas do ano e sempre oferecem um pouco de tabaco à terra em forma de gratidão. Ninguém deve comprar sweet grass, a menos que seja absolutamente certo que a Terra não tenha sido "violada" para obtê-lo. Colher ervas sagradas ou é um processo muito complicado. Não deve ser feito atropeladamente com fins lucrativos. Deve se ter o cuidado de se ter a presença de um ancião que tenha conhecimento sobre as plantas e possa “falar” com elas.Isto não pode ser feito de forma tão rápida e eficiente como a maioria dos consumidores gostariam. As raízes de uma planta erva doce são muito frágeis e podem ser facilmente deslocadas na colheita da erva. Há lugares no Norte dos Estados Unidos onde o sweet grass já não pode crescer porque não foi colhida de maneira adequada durante muito tempo. Se você não sabe com certeza que os cuidados foram tomados na colheita é melhor não comprá-la. A erva deve sempre ser tratado com respeito e dignidade. New Age Práticas como a venda de guirlandas de Natal feitas de Sweet Grass é considerada um sacrilégio pelos verdadeiros nativos. Não apóiem essa prática.

Pense nisso. O sagrado Weengush representa o cabelo de Nokimis Akiin (a grande avó – a mãe terra)! Você realmente deseja ter alguma coisa a ver com um cabelo que é puxado a pela raiz?

Algumas dessas pessoas ligadas aos movimentos “new age” devem sempre lembrar que os fins não justificam os meios. Algumas destas pessoas procuram onde se pode comprar objetos sagrados. Eles não entendem que o objeto não é sagrado. A planta só “torna-se” sagrada se for evocada na língua nativa, por um ancião que tenha direito de fazê-lo. Nativos e não nativos ainda precisam aprender tanto sobre como devem prestar atenção no processo. Deve ter integridade! O plantio, a colheita, o que existe por traz de todo o processo. (Irene Carmo Pimenta)

Texto extraido do site http://www.oficinadeconsciencia.com.br