Estamos em manutenção...

O site do Clã Lobos do Sul, bem como outras plataformas de mídia associadas estão passando por reformulação e manutenção. Algumas informações podem estar desatualizadas, conteúdo estará restabelecido em março de 2018.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Caminho do Coração


Sistema desenvolvido pelo Clã Filhas da Lua e Clã Lobos do Sul, conduzido pelos facilitadores: Ana Paula Andrade e Rafael Dusik.



O Reiki Xamânico - O Caminho do Coração - tem o propósito de levar o indivíduo a reconectar-se com sua sabedoria interior, reconhecendo que é um Homem Celeste caminhando sobre a Terra. A energia do ritual estabelece um alinhamento com o Pai Céu e a Mãe Terra que nos permite lembrar da nossa essência que é Crística e de nossa natureza que é Terra, Fogo, Água e Ar. Quando colocamos coração em cada passo, somos capazes de nos perceber na Teia da Vida, interligado a todos os seres e, desta forma, nos sentirmos pedra, estrela, nuvem, Sol, Lua, grão de areia, animal, vegetal, tudo o que existe. Nos tornamos mediadores de diferentes realidades, capazes de auxiliar no processo de cura daqueles que confiam em nossas mãos, porque compreendemos que o Amor é a maior das Medicinas.

O curso não tem pré-requisito, está disponível a qualquer homem e mulher que queiram aproximar-se da sua essência, estabelecer conexão com a natureza e com tudo que Ela nos oferece; que queiram conhecer o Campo de Possibilidades que é a VIDA e que desejam estar à SERVIÇO, alinhados com seu Propósito Celeste. O Curso é todo vivencial, a iniciação é individual, é repassado aporte teórico depois do curso e os facilitadores ficam a disposição para dúvidas e orientações de acordo com a necessidade de cada um. 

O nível I além de apresentar elementos básicos e essenciais no atendimento de Reiki Xamânico, purifica e prepara o participante para seguir sua jornada de Encontro a si mesmo (queira ele participar dos outros níveis ou não). Atualmente há muita informação disponível à respeito do Caminho Vermelho ou Nativo, a teoria já está acessível em livros e virtualmente, mas o objetivo de um curso vivencial é dar acesso à informações que estão disponíveis somente à VOCÊ. Cada um carrega em si uma biblioteca VIVA, traz em suas células milhares de informações, carregando em seu coração a SABEDORIA que vem da FONTE. Jamais deixamos de ser aquilo que somos - SOMOS CENTELHA DIVINA! 

( Ana Paula Andrade ) 


sábado, 11 de janeiro de 2014

Reflexos da Inspiração







Do alto das montanhas ao longo do planeta muitas visões influenciaram e influenciam o mundo através de Homens de Sabedoria.


Homens que em algum momento se despiram do ego e encontraram o seu corpo de humanidade sob o frágil tecido da ilusão.

Homens que realizaram sua jornada em busca de respostas as suas inquietudes e retornam com um propósito.

Homens que se tornaram santos, deuses, mitos e sábios; não somente por seu feito, mas pela capacidade de danças o sonho e sustentar suas visões. Pela coragem de enfrentar seus medos e os medos de todos os demais e de se se expor aos limites ofuscantes da "escuridão" criada pelos próprios homens.

Homens que encararam seus desígnios não somente como uma missão ou um ideal, mas como um serviço a Força Incomensurável do Universo e a todos aqueles que compartilham estes sentires.

Homens que honraram a memória de seus ancestrais e suas origens, que munidos de fé se lançaram ao desconhecido mistério da Vida e suas infinitas e inspiradoras vontades.

Homens que se reconheceram oriundos do Céu e da Terra, dotados da centelha do amor e dançantes dos ventos da transformação.

Homens que aprenderam a ser Homens e reaprenderam a simplesmente SER.         

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Cachimbo Sagrado


Desde o momento em que a Grande Mulher Novilho Búfalo Branco apareceu à Nação Sioux, o Cachimbo vem sendo considerado uma Cura Sagrada, partilhada entre os Irmãos e Irmãs da América Nativa. Trata-se de uma forma de oração, que nos permite falar a verdade e curar relacionamentos feridos ou rompidos.


Nós recebemos o Cachimbo para poder enviar nossas preces e manifestar nossa gratidão ao Grande Mistério e para simbolizar a Paz entre todas as Nações, Tribos e Clãs. O fornilho do Cachimbo representa o aspecto feminino de todas as coisas vivas e o tubo é o símbolo do aspecto masculino em todas as formas de vida. O simples ato de colocar o tubo no fornilho simboliza união, criação e fertilidade.

Quando o Cachimbo está abastecido, cada pitada de Tabaco é abençoada, assim como cada ramo de Nossos Parentes é convidado a entrar no Cachimbo na forma de espírito para poder ser honrado e fumado. Honramos a Mãe Terra, o Pai Céu, o Avô Sol, a Avó Lua, as Quatro Direções, o Povo-em-pé (árvores), O Povo de Pedra, os seres de asas, os seres de barbatanas, os de quatro patas (animais), os rastejantes (insetos) a Grande Nação das Estrelas, Os irmãos e Irmãos do Céu, os povos subterrâneos, os seres do Trovão, os Quatro Espíritos principais (Ar, Terra, Água e Fogo) e todos os seres de Duas Pernas da família humana.


Ao fumar o Cachimbo, é de suprema importância que cada pitada de tabaco colocada no fornilho seja fumada. Cada floco de tabaco assumiu um espírito em seu corpo e é honrado como sendo a essência de Todos os Nossos Parentes em sua forma. Se o fogo, que é parte da Eterna Chama da Vida, não toca nem incendeia o tabaco, o espírito que está lá dentro não pode ser libertado em fumaça. Se a fumaça não é aspirada pelo corpo, os espíritos de Nossos Parentes e de nossos Ancestrais não podem entrar em comunhão conosco. Esvaziar um fornilho que não foi totalmente fumado é cometer um grave erro e desonra os espíritos que vieram fumar conosco. O uso irresponsável do Cachimbo Sagrado pode prejudicar a boa vontade dos espíritos em vir nos assistir na nossa busca de unidade.



A fumaça que sai do Cachimbo representa prece visualizada e nos lembra do espírito presente em todas as coisas. Compreendemos que toda a vida provém do Grande Mistério e retornará a essa fonte original. Graças a essa compreensão. Graças a essa compreensão, sabemos que estamos todos juntos seguindo o mesmo trajeto, caminhando juntos em cada parte do Elo Sagrado ou da Roda da Vida.



Toda vez que partilhamos o mesmo Cachimbo descobrimos a união com Todos os Nossos Parentes. A essência de toda criatura viva penetra em nós quando a fumamos e passamos a carregar seus espíritos dentro de nossos corpos. Somos lembrados de que a harmonia é alcançada através da união sagrada com todos os seres que nos cercam. Nunca pensamos que o espírito de qualquer forma de vida possa estar fora de nós mesmos, já que através do Cachimbo pedimos a eles que entrem em nosso Ser e dividam nosso próprio Espaço Sagrado e nossa experiência de vida.



Os aspectos do ensinamento do Cachimbo que simbolizam a Paz são multifacetados. No mundo moderno muitas vezes olhamos para a paz como ausência de guerra, mas a Paz representa muito mais do que isto, dentro do nosso modo nativo de pensar. A paz é um modo de agir, saber, criar, ouvir, falar e viver. Em todas as circunstâncias a paz vem do interior de nosso próprio Ser. Essa paz resulta do equilíbrio de reconhecer e honrar as polaridades macho/fêmea, ensino/aprendizagem, humildade/orgulho e todos os outros aspectos do viver em harmonia. Não é algo que possa ser pesado, exceto pelo nosso próprio Ser. Se tivesse que haver uma medida, ela seria determinada pela capacidade do coração de permanecer aberto, sereno e livre de receios.

Nota: (Extraído de Cartas do Caminho Sagrado – de Jamie Sams.)

A Grande Visão - 2014